Looking strange

(Parece estranho)
 
Talvez eu não saiba ainda o que posso fazer em algumas coisas que acontecem comigo, e talvez nem mesmo sei o que estou fazendo.
Pensamentos estranhos difundidos em uma inconsciencia tão conciente no mundo que estamos aqui hoje.
Não pensei nunca que iria amar alguma pessoa que pelo menos me diz que também, mas que eu ainda fico em sérias dúvidas de muitas coisas se elas são realmente reais. Ai de mim… Queria mesmo que tudo fosse verdade ou que continue sendo. Brincar com o coração é sério, mas eu ainda sei que posso querer fazer daqui para frente.
Adoro isso que está acontecendo, sei que é minha primeira vez mexendo com isso, e ainda bem que não faz mal, a não ser na hora que decedirmos acabar com tudo e se jogar nos braços da nossa realidade platonica. Não sei ainda se devo continuar ou se devo parar por aqui. Quero mais mas ao mesmo tempo precisa dar um tempo ao tempo para ele dizer que isso que sentimos é verdade, mas enquanto isso, deixa a gente se conhecer melhor.
Vamos á frente.
Descobertas acontecem.
Vamos continuar sendo belos estranhos lindos.

Hey Ya, Yoo

Sei que existem coisas que são meio que inuteis ficar contando, como por exemplo, que hoje eu tentei arriscar algo num instrumento musical que sempre… paguei pau. Quem me conhece sabe qual é.
Existem coisas que ainda me deixam com muitas dúvidas: Como por exemplo, o que estamos fazendo aqui e porque se encontramos todos, conforme as nossas afinidades um com o outro? Perguntinha que nunca quis se calar mas também ninguem tem nem noticia de onde possa estar esta resposta (pelo menos onde estamos agora).
Fico aqui me perguntando também, o porque das coisas serem tão esquisitas e porque gostar de outras pessoas… Gostar, é ai que está um dos problemas para o meu grande vício de querer o que ainda não posso ou arriscar demais atrás de coisas que nem sempre vão ser lá as melhores paa mim ou para qualquer pessoa que esteja á minha volta. Pelo menos complicado é falar de perguntas meio "irrespondíveis", talvez nem sempre venham a ser algo que realmente precisam ser respondidas.
 
***
 
Vou contar uma histórinha para você que esta lendo isso aqui, exclusivamente para as minhas amigas… ()
– Haviam dois ursos numa casa, um deles é o Tibeija e o outro o Mebeija.
– Tibeija morreu (desencarnou).
– Quem sobrou?
 
(Legal né?)
 
***
 
Festival do sorvete chegando dinovoo… época de se entupir de sorvete e picolé antes das chuvas cairem e gripar todo mundo!! Uhuu!!
Eu curti é que a Lú e a Naty vão… Dessa vez (segunda que participo), é a primeira que vou com pessoas que posso chamar de amigos de verdade…
 
***
 
Após esses blocos pensantes de pensamentos pensados (Uau… que bando de pensamento)… Isso é só pessoal ^^

WishList

Para quem ainda não percebeu, isso aqui está sendo mais é pra encher linguiça, já que faz tempo que não mexo no blog.
Mas tenho uma coisa a falar: Conheci uma garotinhaa mo massa. Pena que to dando em cima dela. Tirando isso… Eu curti ela muitão… Espero que isso dê frutos bons.
Mas tirando essas coisas… a vida continua uma quase estranhicie de sempre.

Agosto modorrento

Hoje não é um diazinho muito legal pelo que estou vendo. Mesmo tendo tudo para ser perfeito, apenas aguardo um instate bem legal acontecer e me mostrar que nada se passa de obra da minha imaginação algumas coisas e outras não passam de sérias verdades que sempre pedi.
Quem brinca com fogo ou se queima ou sabe se cuidar. Um dia eu pedi, agora é hora de aguentar.

Persistencia

Já que amigos infelizmente já são coisas passagieras mesmo aqueles que a gente ainda persiste em querer perto, então não podemos decidir mesmo o que seria de nós.
Hoje eu estava conversando com uma amiga que me chama de "coleguinha estranho" (axo que ela tem medo de mim) e acabou saindo umas coisas de mim que mais pareceram um desabafo:
Hoje eu tenho medo de que tudo aconteça dinovo. Me sinto ignorado deste mundo pelas pessoas que eu todo dia lembro e peço pra alguem que é mais sabio que eu para cuidar dessas pessoas para mim. Continuo persistindo em querer ter irmãos secretos guardados no fundo que continuam marcando a gente todo dia, mesmo que o dia não tenha terminado antes.
Me sinto vigiado por coisas bestas que todos os outros podem ter a liberdade de ter e eu não. To vendo que desse jeito, o "passarinho" que começou a bater as assas e sair do ninho foi impedido de voar e que pode trazer problemas. Pode não, já estão trazendo: Estou meio que confuso em questão aos meus sentimentos bobos que venho a ter nesses dias de hoje com medo de perder mais gente que fica junto comigo porque quer.
Já me sinto um ser sem sentimentos mais, por ter sido impedido de querer crescer sozinho. Já quis fazer besteiras antes comigo mesmo, mas sei que de nada adianta se eu fizer algo.
Então talvez ai seja de onde eu não dou conta de me desgrudar de meu passado e ainda assim continuo num rio provocado pela ação do ser e não pela natureza.