Morbido

E se esta fosse a última coisa que eu escrevesse aqui no blog, o que você diria? Seria que você seria capaz de ao menos dizer o adeus?

Vamos aqui pensar bem: o que significaria o adeus além de uma forma totalmente inconsciente de dizer até mais?

Apenas sei que algumas pessoas nós temos que guarda-las dentro de nós com tudo, como se fosse o nosso último tesouro perdido e que precisamos sempre do mapa para encontrar ele novamente.

Seria isso mesmo?

Anunciando mais uma expêriencia

Pessoal, agora vou estar com dois blogs… Esse aqui que vai sempre estar falando sobre o que sempre falou que até hoje nunca entendi mas continuo escrevendo e agora também o novo blog que vu escrever, o Pequenino Sonho (http://pequeninosonho.spaces.live.com) que vai estar as minhas poesias, trechos de falas interessantes e essas coisas assim. Está dado o convite, e sempre aqui em cima da parte "blogue" vai ter o link para o Pequenino Sonho e nele também tem um link para esse aqui.
Espero que gostem do outro blog também.
Até mais

Gostinho da realidade

Por menos que achamos que somos capazes de raciocinar tudo que está a nossa volta, temos de se lembrar dos sentimentos. Uma forte expressão.
O que significaria para você ter aberto os seus olhos para a realidade antes dela acontecer e quando acontecer você simplesmente saber o que está rolando e tudo que for realmente necessário acontecer. Nossa! É uma coisa difícil de ser até explicada, mas é satisfatório você saber que está certo do que vai acontecer, incluindo quando a sua consciência já tinha lhe avisado do que iria acontecer.

Vamos ver o que dá… Vamos viver esta vida atual como se fosse uma das últimas por aqui!

Pessoas de minha vida atual…

Pessoal, vou listando aqui o pessoal todo com a sua importância pra mim…
 
  • Nânia: Meu confessionario favorito (imagina se aqui as cobras não soltam veneno quando juntas)
  • Mana: Meu Google (tem tudo que preciso)
  • Danii: Meu apagador (brincadeira)
  • Laninhaa: Meu quase amor que me ignora muitão (penaa que amo ela muitão)
  • Lari: Minha modelo fotográfica (olhãooo lindooo³)
  • Leo Maia: Meu amigo emo (zuaaa)
  • Diddah: Minha pequenina favorita (talvez a unica da família que eu curto mais)
  • : Minha consciencia (ooOOoo)
  • Cebeá: Mine only one way to talk in english (eu tenho medo dela)
  • Marilia: Meu orgulho de ser alto (foi mal…)
  • Japa: Meu contato (obrigado pelas informações ^^)
  • Nanny: Minha complicação (nunca entendo ela)
  • May: Minha coleguinha estranha (sem comentários)

Esses ai em cima são os principais.

Massa né?

Agora se você for um dos, aperta ai para deixar um comentário na linha de baixo… ^^

Terceiro ato: Imaginação realista/byroniana

Ato I: Nós dois
 
Hoje eu estava querendo
Você aqui junto
Para sentir a brisa do vento
Para ver as nuvens num ritimo lento
 
Porque eu fui gostar logo de você
Somente para sofrer?
Te ver com outra pessoa
E fingir qu estou bem
 
Sinto o perfume das flores
Imagino os presentes que compartilhamos
Penso e imagino os nossos bons sentimentos
E tento esquecer estas dores
 
Gosto de você
De uma ocuta forma
Isso sim,
Não é para passar hora
 
 
***
 
Ato II: A complicada lei de amar
 
Minha vida que não sei que fazer
Oh destino, lagrimas, vida
Destino maldito!
Acaso não foi, meu amor.
 
Gosto da morte
Final da vida
Outrora em auroras boreais
Desce até á morrer
 
Confusão corriqueira
Silêncio inconsciente
Nossa realidade
 
Amores incomuns
Minha realidade
Nossa farça
 
 
***
 
Ato III: Má testemunho
 
Pelo que vejo,
Amor sem o desejo,
Vida toda em despejo,
Querida, mortejo.
 
Juro-te amor,
Peço-te não a dor,
Lagrimas juntas ao bolor.
 
Oh querida,
Divida perdida.
 
Meu fim.
 
 
Márcio Henrique
Setembro de 2007