Petite pensée

Legal?
Agora podemos falar aquela frase do Obama:
Yes, we can!
 
Nada é impossível… Tudo parece ser difícil. Mas não.
Complicamos as vezes.
Descomplicamos enquanto queremos ver algo mais novo e melhor.
Amores cruzados? Ou esses amores se cruzam por ai sem se ver?
O que é o certo? E o errado?
Sinta a batida suave da música entonada do seu coração.
Veja além de você.
Seja você
Boa sorte e bom dia!
Acredite no que ainda não acreditou que era bom.
Dê uma chance pra a vida te mostrar o que pode ser bom.
Se não for… Vale a experiência.
Não se leve pela aparencia.
Não deixe a aparencia te levar.
E acima de tudo: Sim. Você pode.

A cadeia

Uma música que demonstra muitas coisas interessantes… Um achado no novo CD da Ingrid Michaelson [Be Ok]. Nenhum site brasileiro ainda tem a tradução dessa musica e que é que não vou fazer isso. Então está ai em baixo o musica The Chain (A Cadeia).

The sky looks pissed
The wind talks back
The bones
Are shifting in my skin
And you my love are gone

My room seems wrong
The bed won’t fit
I can not seem to operate
And you my love are gone

So glide away
And so be healed
And promise
Not to promise anymore
And if you
Come around again
Then i will take
Then i will take
The chain
From off the door

I’ll never say
I’ll never love
But I don’t say
A lot of things
And you
My love are gone

Um conto qualquer do lado virtual 2: Uma prosa

O gosto que queria ter alguma hora de estar perto, talvez não seja real. Posso estar viajando tão alto que não estou vendo o tamanho que possa ser a minha queda numa coisa que acho que desde do inicio possa ser superflua mas mesmo assim, desde o inicio acreditei que possa ser mais.
Dos versos tão não suaves que foram ditos, dos quais ainda acredito neles, ainda me lembro quando você dizia o meu nome após o singelo oi que no inicio não me desparava mas hoje ja tremolo fico ao saber que estou perto. Me dá um frio muito bom lá dentro.
Sensação talvez de culpa por não se acreditar, mas ainda acredito que uma hora estaremos juntos e que isso vai ser para sempre. Infelizmente existe a maldita possibilidade futil de que aquilo foi em vão, mas eu não acredito que eu não possa dizer algo se eu nem mesmo tentar.
Segredos espalhados por dentro de mim mesmo ou da hora que espero para que todos os segredos sejam revelados estão por ai, vagando pelo mundo ainda inconsciente do meu ser que não sei ainda o que devo fazer.
Gostamos de muitos, talvez são raros os que nós conquistam de verdade e esses poucos, talvez eles não deveriam saber que gostamos, mas apenas devem saber que nós gostamos deles de alguma outra forma. Apenas goste e não se deixe perder por outras coisas deixadas no passado de quem te fala.

Um conto qualquer do lado virtual

Procuro uma foto
Nessa há um momento
Que, mais que de fato,
Seria nosso primeiro contato
 
Sentimentos não existem
Emoções apenas persistem
Em continuar na icognita de se aquilo tem
Ao menos um pedaço de que mim contém
 
Estamos espelhados
Deste e do outro lado
Pelo mundo, sem saber, espalhados
 
Num muro virtual
Não te sinto nem te vejo
Não. Ele não é real
 
Presente na minha’lma obscura
Apenas representado por imagens
De esquecer o que aquilo se fora
 
A saudade mata em seu peito
Para que aquilo se torne real
Recorda-se de que tudo tenha feito