Me chame pelo nome

Passo despercebido
Meus passos não são conhecidos
Me torno um objeto
Sem nenhum plano concreto.

Tenho amor, tenho fúria
Se não, nem pensaria
Estaria correndo de volta
Me remoendo em revolta

Me pergunto:
Me chama pelo nome?
Não há resposta, não existo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *